Google Website Translator Gadget

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Se a felicidade vai embora, pq ela vem?

Bom, geente, como falei no post anterior, estou recebendo minha irmã e sobrinhos em casa. Pois bem, esses últimos dias estão sendo os mais felizes da minha vida, porém, com o sábado se aproximando na velocidade da luz, começo a sentir o amargo gosto da saudade...

Para piorar a situação, além os meus convivas arribarem para terras dos Tio Sam (verdadeiro ladrão de irmãos, pois me roubou os dois únicos que tenho), me irmão mais velho (eu sou do meio) vai embora na segunda feira com a mulher e os gêmeos! Geeente, fala a verdade, não é demais para o meu pobre coraçãozinho???

Aqui no Brasil o meu irmão mora atrás do meu escritório, que fica a exatos dois quarteirões da minha casa! E agora, como eu fico?

Tudo bem que tenho amigos maravilhosos, amigas muito queridas, porém, não há nada que se compare em ter irmã mais nova e irmão mais velho por perto... Estou começando a ficar de banzo...

Mas, fazer o quê? Meu cunhado tentou durante os primeiros dois anos de casado arrumar algo po aqui pelo Brasil, chegando até a pensar em outro estado, porém, foi lá na terra dos gringos que ele conseguiu uma boa colocação, tendo enviado seu curriculo e acabando por vir a ser convidado para trabalhar por lá...

Meu irmão, por sua vez, tão logo terminou o curso e Design na Escola de Artes da Filadélfia, entrou no mercado de trabalho de lá, e como se adaptou muito bem naquele lugar beeem frio, acabou ficando, tendo voltado ao Brasil para se casar com a namorada que estava há dez anos, e retornando para lá alguns dias após o casamento.

Eu, por minha vez, fico aqui na minha labuta eterna do direito... Vou correndo atrás que nem cachorro atrás do carro, e tentando sobreviver à ausência deles...

O grande problema, agora, é me separar dos gêmeos... afinal os vi nascer (literalmente), e sempre que posso, dou uma escapulida do escritório e vou até lá para beijá-los e apertá-los muito!

Mas é isso, eu vou ficando por aqui, pois estou tri cansada.

Aproveito para deixar aqui uma homenagem ao meu pai, que completou 69 anos ontem, 01 de julho.

Papai é o maior exemplo que eu posso ter de honesto, cumpridor de seus deveres, e de um caráter ilibado. Tenho a pessoa do meu pai como um esteio para a vida. Me baseio nele sempre antes de dar qualquer passo importante, e quando não o faço, acabo me machucando... Coisas da vida...

Por isso, meus parabéns, pai que eu tanto amo!!!

Fico por aqui...

Beijos mill!!!!

Um comentário:

  1. Vai também Paula!! :)
    (como se fosse fácil largar tudo né?)
    Beijão

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar um comentário! Assim, como você veio me visitar, eu vou te visitar também!
Beijos mill, a boneca de pano